Vegetarianismo

III



Só me interessa uma Religião,

aquela que em seus ensinamentos

exista o respeito pelos animais.

Abraham Lincoln


Em determinada fase da nossa evolução, há miríades de anos, a alimentação do ser humana era frugívora.

No texto bíblico, em Génesis, Cap. 1, vers. 29: Eis que vos dou todas as ervas com semente que existem à superfície da Terra, assim como todas as árvores de fruto com semente, para que vos sirvam de alimento.

Sendo, assim, a nossa alimentação seria: frutos e cereais.

Mais tarde, após os diversos dilúvios, foi introduzido o consumo da carne. Era necessário, por motivos evolutivos, alimentos mais grosseiros para corpos mais densos para que esquecêssemos os mundos espirituais. O materialismo começou a imperar cada vez mais até que ele seja alvo de vómito, de profunda alergia.

Por isso, houve uma alteração alimentar: tudo o que se move e tem vida, servir-vos-á de alimento; dou-vos tudo isso, como já vos tinha dado as plantas verdes. Somente não comereis a carne com o seu sangue.

Todavia, há um alerta: Pedirei contas do vosso sangue a todos os animais. Génesis, Cap. 9, vers. 3.

Isto sucedeu há mais de um milhão de anos, de acordo com os ensinamentos da Escola Rosacruz.

Note-se que as plantas verdes foram dadas de alimento mais tarde à primitiva alimentação: Génesis, Cap. 3, vers. 18.

Com Moisés, para o povo eleito, eis determinadas advertências, focando quais são os animais que não poderão servir de alimentos.

Há muitas outras alusões à alimentação no Antigo Testamento, como em Números, Cap. XI, etc.

Lembremos o profeta Daniel que toma a resolução de não se manchar com o alimento do rei e com o vinho que ele bebia. Pediu para ele e os seus companheiros apenas comerem legumes e água como bebida. Os soldados temeram esta recusa de Daniel, mas aceitaram. Ao fim de dez dias estavam bem nutridos e de boa saúde.

Finalmente, S. Paulo em Carta aos Romanos, Cap. XIV, vers. 21, lembra o que não devemos comer e beber. Mas, chama a atenção, como já afirmámos que o que é pior é o que sai da boca.

Portanto, temos de saber analisar como deve ser a nossa alimentação, nesta fase evolutiva, em que vai haver necessidade de corpos menos densos, para a criação de uma melhor civilização. As condições evolutivas vão exigir corpos mais subtis e quem os não construir, poderá perder esta evolução, além de sérios problemas em muitas áreas desde a saúde até à capacidade espiritual.

Estes dados devem ser considerados para as novas indústrias alimentares, como para a agricultura, como em outras áreas desde a saúde ao meio ambiente.

 

[ Vegetarianismo ]