Robert Fludd

(1574-1637)


Robert Fludd é mais um dos membros destacados da Escola Rosacruz, considerado como possuidor de uma ciência enciclopedista.

Nasceu em Milgate, no Kent, Inglaterra, em 1574, oriundo de uma família nobre. Seu pai era anglicano e tesoureiro da rainha Isabel I.

Estudou em Oxford, embora a maioria dos rosacrucianos ingleses estejam mais ligados a Cambridge.

Termina o curso de Medicina, seguindo os ensinamentos de Paracelso.

Como este também viajou pela Europa, designadamente Alemanha, Espanha, França, Itália.

Além da medicina foi um notável físico, a ele se deve a criação do barómetro, como de outros aparelhos.

Dedicou-se à Cabala, como à Alquimia e às ciências exactas, numa dinâmica rosacruciana, reconhecendo que a Vida é Una e que tudo o que é matéria não é mais do que espírito cristalizado.

Tal como outros rosacrucianos defende, assim, a manifestação da vida em toda a parte, sua visão é panzoísta e jamais panteísta.

Exerceu Medicina em Londres, onde veio a nascer para o santo etéreo monte, em 1637.

Deixou uma obra sobre diversos temas qual enciclopédia em 9 grandes volumes, abordando desde os assuntos já focados a outros temas como astrologia, filosofia, etc.

Segundo Andrea a Escola Rosacruz deve-lhe muito.

O seu Tratado em defesa da Sociedade da Rosacruz, em que clarifica os seus conhecimentos sobre a Rosacruz, demonstra quanto era o seu amor à obra desta Ordem.

Foi publicado em Leyde.

 

Simbologia usada por Robert Fludd
Simbologia usada por Robert Fludd.

 

[ Rosacruzes ]