Pedro Nunes

(1502-1578)


Nascido no mesmo ano de Damião de Góis, seria mais um dos iniciados da Escola Rosacruz.

Em que dia? Não sabemos… Qual a sua ascendência? Tudo leva a crer que judaica. Quando estudou em Salamanca, talvez na primeira década de 20.

Entre 1519 e 1520, Paracelso terá estado em Salamanca, onde se estudava medicina, como havia membros da Escola Rosacruz. Pedro Nunes terá tido contactos sigilosos com o “Lutero” da medicina.

Porque, em 1532, deixou de reger as cadeiras de Lógica, Filosofia Moral e Metafísica na Universidade de Lisboa? Há muito encoberto na vida deste sábio humanista.

Sabe-se que era grande amigo do rosacruz, médico e matemático inglês, Johnn Dee, o qual lhe fez doação da sua grande biblioteca, mas muitos investigadores e biógrafos continuam sem saber, onde e como é que terão havido contactos entre ambos para tão grande confiança!!!

Bem, as reuniões de matemáticos em diversas localidades, onde havia ainda liberdade de expressão e de reunião, eram um dos meios de evitar os perigosos voos das aves de rapina, nocturnas; tal como as experiências dos alquimistas serviam para despistar os espertalhões dos inquisidores e de outros parentes mui baixos em seus caracteres.

Pouco se sabe sobre a correspondência entre Dee, famoso internacionalmente, e Pedro Nunes.

Há provas que, em 1550, houve em Bruxelas, uma reunião de matemáticos, em que estiveram, entre outros, Pedro Nunes e J. Dee. E ficamos por aqui.

Em nossa opinião, Pedro Nunes deixa de leccionar Artes e passou só a dar aulas de ciências porque os programas escolásticos não estavam em sintonia com os seus conhecimentos da filosofia rosacruz, desde a Lógica até à Metafísica. Porque era cristão-novo, porque foi prudente, não enfrentou como Paracelso os colegas da Universidade de Basileia que continuavam ensinando por livros, cheios de erros, por um sistema em que o saber experimentado não existia, como tal estava caduco e paralisado. Os professores apenas sabiam vestir bem, com os seus fatos nobres, em mentes e corações cristalizados.

Finalmente, lembremos que Pedro segue Pitágoras sobre a teoria dos números, o que é mais uma prova da sua ligação ao movimento rosacruciano.

 

[ Rosacruzes ]