Artigos Recentes


Sessão de apresentação do livro

Em Defesa da Vida e Obra de Richard Wagner



Sessão de apresentação do livro Em Defesa da Vida e Obra de Richard Wagner, de Delmar D. Carvalho, na Sede do CCMB, Bombarral.


Poucos minutos passavam da hora prevista, 16H30, do dia 17 de Maio, quando teve início o evento acima focado.

A nova obra, a 33ª do nosso colaborador, publicada pela Chiado Editora, Lisboa, está enquadrada nos 200 anos da data do nascimento do grande compositor, Richard Wagner. Nela o autor, tal como o prefaciador, professor de música e compositor, Eduardo Aroso apresentam novas provas em que defendem o polémico Wagner dos muitos erros que têm sido alvo sobre si mesmo e acerca de sua obra.

Abriu a sessão António José Santos, Presidente da Direcção do CCMB, agradecendo a colaboração de todos, desde o autor, os membros da mesa, como da assistência e as valiosas cooperações do Grupo de Músicos sob a direcção do maestro Vítor Feitor e dos COTTAS JAZ. Seguiu –se logo a actuação dos jovens músicos que a todos deliciaram com a sua exibição.


Actuação jovens músicos

Actuação dos jovens músicos sob a direcção do maestro Vítor Feitor, vendo-se a seu lado, a Mesa e uma pequena imagem da assistência.


Sem perder tempo, Paulo Comelli, em representação da Chiado Editora, falou do valor desta jovem Empresa Editorial não só pelo número de obras editadas, como pela sua dinâmica além-fronteiras, onde já abriu sucursais em Espanha, Luxemburgo, Irlanda, Inglaterra, Alemanha, França, Brasil, Angola, Cabo Verde, USA, enaltecendo a obra da autoria do escritor Delmar Carvalho. Coube à professora do Conservatório, Natália Monteiro a apresentação do trabalho, a qual, numa bem elaborada síntese, descreveu o valor da obra em apreciação, das obras de Wagner, aproveitando para ler o prefácio devido ao seu valor que enriquece a obra do autor, e em sua plena sintonia. Por fim, falou o autor que narrou alguns pormenores do seu trabalho que são inéditos, desmitificando alguns erros que têm sido cometidos desde a ligação do monstro Hitler ( palavras suas) ao compositor, incluindo no regímen vegetariano, o que é uma profunda mentira, este gostava era de comer uns pombos bem acompanhados, satisfazendo a sua gula, etc.

Na mesa via-se um busto de Richard Wagner, obra de uma Empresa de Coimbra que já fechou, numa estante um exemplar da obra e um DVD sobre a ópera OS CANTORES DE NUREMBERGA, na outra um livro da autoria do professor médico Egas Moniz, prémio Nobel da Medicina, que tinha, como passatempo, jogar cartas como um meio de desenvolver a concentração, a memória e a lealdade às regras, leis do jogo, nada de batota.


Na mesa via-se um busto de Richard Wagner



Leitura do Credo, de Wagner

Coube ao engenheiro Mário Rui a leitura do CREDO de Wagner, um momento de silêncio e de muita atenção aos ideais wagnerianos que comprovam o seu nível muito elevado.

Seguiu-se a sessão de autógrafos, o produto da venda reverteu para o CCMB que necessita de muita ajuda para cumprir a sua já notável missão nesta arte sublime, como disse o Presidente da Direcção na sua intervenção, o que honra o Bombarral, a Região, Portugal, tendo levado o nome da localidade a vários países, como o caso dos COTTAS que actuaram em Dresden, Alemanha, histórica cidade, onde Wagner defendeu os valores da Democracia, tendo sido alvo de perseguição com outros idealistas, o que levou-o a refugiar-se na Suíça, como recordou o autor na sua intervenção e onde Wagner mais tarde acabaria por ser aceite.


Sessão de autógrafos

Por fim, actuaram os COTTAS com a sua alegria, as suas belas melodias, eles que têm sido os embaixadores do Jazz por várias partes do mundo. Seguem os ideais de Wagner pois o produto das suas actuações são canalizadas altruisticamente para o CCMB.

Actuação dos Cottas

 

[ Recentes ]