A Lusofonia e o V Império

Há muitos anos que estudo e investigo a área ligada ao Quinto Império e na sua união à Lusofonia.

Ao longo deles, vários artigos foram publicados em diversos jornais e revistas sobre esta grandiosa temática, como alguns dos meus livros encerram vários elementos sobre este assunto.

Neste tema vamos inserir alguns dados.

É um assunto infinito na medida em que ele está ligado ao Universalismo Cósmico.


Ensaio Cosmo-Histórico sobre a Latitude de Tomar
e o Quinto Império


Ensaio Cosmo-Histórico sobre a Latitude de Tomar e o Quinto Império

Publicado em 1976, esgotou-se rapidamente, graças à ajuda altruísta do então Presidente da Região do Turismo dos Templários, Dr. Murta, com sede em Tomar, região essa que, infelizmente, foi extinta. Este trabalho analisa dados esotéricos de modo original sobre a latitude do 39º que vai desde a cidade de Valência em Espanha, onde a tradição fala do cálice do Graal passando por Mação, Tomar e terminando na Nazaré.

Este número encerra o círculo, a unidade, a fraternidade, 3+9=12 e ainda 3x9=27= 2+7=9 o número da Besta que temos de transmutar no da libertação da matéria.

Por isso, Tomar cidade dos Templários e da Ordem de Cristo é um dos focos mais valiosos em mensagens e em experiências vividas e a viver na construção do Quinto Império, por meio da lusofonia, rumo à concretização dos ideais de Cristo, uma cultura universalista, cheia de valores fraternos e de luz.

Assim, tenho contribuído de modo original e dinâmico para que este ideal seja alicerçado e avance rumo à sua concretização.


Portugal, o V Império e A Rosacruz
No século XVI, por toda a Europa, apareceram diversas profecias. Entre elas recordemos as de Nostradamus, médico e astrólogo, de Paracelso, um dos maiores médicos da História da Humanidade, por sinal em número de 32, ou seja, igual a 5; na 27 prognostica a missão libertadora da Fraternidade Rosacruz; em Portugal surgem as do Bandarra, personagem mítica; outras existem, mas de menor valor.

 

V Encontro dos Escritores Moçambicanos na Diáspora
No Painel “Lusofonia” do V Encontro dos Escritores Moçambicanos na Diáspora, realizado no Edifício Ideias, Beato, em Lisboa, no dia 30 de Março de 2012, Delmar Domingos de Carvalho falou sobre o tema: “A Missão da Lusofonia na Cultura Universal”.

 

Revista “Nova Águia”, número 10
Lançamento da Revista “Nova Águia”, número 10, apresentação da obra poética de Andreia Gavita, Brasil e eleição dos Órgãos Sociais do Movimento Internacional Lusófono, dia 15 de Outubro, na sua sede, na Sociedade da Língua Portuguesa, em Lisboa.

 

Revista “Nova Águia”, número 11
Decorreu no passado dia 19 de Março o lançamento desta valiosa revista que veio preencher uma lacuna deixada há anos pelo fim da emissão da ÁGUIA, onde colaboraram António Sérgio, Teixeira de Pascoaes, Jaime Cortesão, Fernando Pessoa, Agostinho da Silva, Leonardo Coimbra, entre outros.




 

Poemas
Neste campo estão inseridos alguns dos meus poemas que têm ligação com a lusofonia, com a cultura universalista lusíada e ainda com a utopia do V Império. Eles vão desde o texto bíblico, a Tomar e aos “Varões assinalados”.

 

VI Encontro de Escritores Moçambicanos na Diáspora
Decorreu nos dias 26, 28 e 29 de Junho de 2013, na Fundação José Saramago, Casa dos Bicos, Lisboa, Portugal, o VI Encontro de Escritores Moçambicanos na Diáspora.