Exposições



Nos dados biobibliográficos constam as principais exposições de que sou responsável ou em que o material exposto era quase 100% dos nossos arquivos.

Sobre diversos temas desde a Natureza até aos Rosacruzes, Coménio, Paracelso, J, Bach, Mozart, aos direitos humanos, onde lembrámos o cônsul Aristides de Sousa Mendes, como sobre a Dinastia Straussiana, esta em 1999, nas comemorações sobre J.Strauss, pai e J. Strauss, filho, como sobre o valor das valsas.

 

Exposição sobre João Amós Coménio
Há anos que a vida e obra de Coménio nos apaixonava pelo seu exemplo, pela sua obra, pelos seus ideais e ideias que sintonizavam com as nossas aspirações.
Quanto mais líamos a sua vasta obra, mais reconhecíamos o seu valor e a sua actualidade, melhor ainda, as suas ideias são fermento para a Idade do Aquário.

 

Exposição sobre a Vida e Obra de Paracelso
Paracelso foi uma das figuras da história da Escola Rosacruz que desde cedo mais me atraiu; por vários motivos, porque o nosso amigo e mestre Francisco Marques Rodrigues comunicava-nos alguns dos seus ensinamentos, considerando-o como seu próprio mestre em diversas áreas, entre elas na sagrada arte de curar os enfermos

 

Exposição sobre a Dinastia Straussiana
As valsas, baseadas numa dança popular germânica, popularizaram-se universalmente.
Por outro lado, têm valor na musicoterapia. A rosacruciana Corinne Heline, na sua obra Cura e Regeneração pela Música, foca o valor da valsa Danúbio Azul, de J. Strauss, filho, o rei das valsas, para problemas circulatórios, como considera que as valsas dos Strauss são benéficas para problemas mentais e emocionais

 

Folheto da Exposição sobre a Dinastia Straussiana   (PDF)
Tendo como fonte de inspiração a dança popular do Sul da Alemanha e da Áustria, "o Leandler" e como precursores os geniais compositores, Carl Weber e Mozart, é todavia, com a Dinastia Straussiana que elas são imortalizadas

 

Exposição À Descoberta de Mozart
Em 1991, Bombarral não esqueceu os 200 anos sobre a data da morte de Mozart; este ano, nos 250 anos do seu nascimento, lembra-o por meio desta Exposição sobre a sua vida e obra.
Ela visa contribuir para que cada qual descubra algo de novo na vida e obra deste génio, algo misterioso.

 

Exposição “A Rosa, rainha das flores, símbolo mítico,
místico e esotérico, os Rosacruzes e o primeiro centenário da
Fraternidade Rosacruz de Max Heindel”

Exposição “A Rosa, rainha das flores, símbolo mítico, místico e esotérico, os Rosacruzes e o primeiro centenário da Fraternidade Rosacruz de Max Heindel” a decorrer no Museu Municipal de Bombarral, sito no Palácio Gorjão, Bombarral, de 17 a 31 de Outubro.

 

Inauguração oficial da Exposição “A Rosa, rainha das flores, símbolo mítico,
místico e esotérico, os Rosacruzes e o primeiro centenário da
Fraternidade Rosacruz de Max Heindel”

No Museu Municipal do Bombarral, na Sala de Exposições Temporárias, pouco depois das 16 horas do dia 17 de Outubro de 2009, foi aberta, oficialmente, a Exposição pelo Presidente da Câmara Municipal do Concelho do Bombarral, Professor Luís Camilo Duarte, ladeado pela Presidente da Assembleia Municipal, Professora Lúcia Poseiro.