Postais Ilustrados


Postais Ilustrados sobre algumas das nossas obras editadas


Publicadas por três Editoras, Hugin, Inatel e Editorial Minerva, escolhemos 14 livros, com a finalidade de criar uma Série de Postais em que, no rosto, está a Capa de cada livro e um pensamento escolhido; no verso, inseriu-se em rodapé outro pensamento desse livro, com menor dimensão.

Desta forma publicitamos mensagens, na sua maioria, ligadas à filosofia rosacruciana.

Que sejam para Bem da Humanidade e para Glória de Deus.





Neste momento, compete-nos, com a experiência do passado, analisar os problemas presentes e encontrar soluções pansóficas para o futuro.





Os coretos são símbolos da liberdade, fazendo parte do nosso imaginário. São fontes de inspiração de muitos artistas. Estão ligados às Filarmónicas e estas à linguagem do amor, a música.





Portugal está ligado ao número 5, na sua bandeira, no seu escudo, como o está no seu valor cabalístico cristão, o qual é, também, o da Rosacruz.





Uma obra intemporal que, ao colocar 12 pedradas no charco da globalização que nos asfixia, nos liberta rumo à Cosmocracia, ao Governo Universal e ao Parlamento Mundial.





Ao longo de todo o enredo da Flauta Mágica, Mozart oferece-nos uma genial composição que irradia ideais e sentimentos de Fraternidade, de Igualdade e de Liberdade.





O que este mundo mais precisa é de Amor desinteressado que nem sequer espera por um muito obrigado. Porque, se assim for, já não será Amor; nesse caso, ainda há um perigoso e subtil egoísmo.





Eis um trabalho que faltava em Portugal, como nos países da lusofonia, e porque não mesmo para todos os outros povos com idiomas diferentes.





A formação do caractér é a higiene do corpo, da alma e do espírito.





Sabemos que das aspirações até às concretizações há um longo caminho a percorrer, mas há que segui-lo, cada qual no seu ritmo.





Cada qual deve trabalhar com o espírito do amor e da luz, na construção da fraternidade universal.





Os temas destes Diálogos entre Domingo de la Rosa, um dos nossos pseudónimos, e este grande e imortal compositor vão desde a sua vida, à sua obra e até à atualidade.





Um trabalho sobre o renascimento, abordado de um modo original, em que a Lei da Reincarnação é analisada nas diversas áreas da vida humana, individualmente, ou nas Instituições.





Entrai nesta Quinta, desfrutai de tudo o que ela oferece e renovai a vossa mente, abrindo-a para novos horizontes que estão à nossa frente.





Poemas sobre diversos temas, desde a sátira à política até à ecologia, ao amor em suas várias faces, visa acordar as consciências para a responsabilidade de cada qual nesta era de profundas mutações.

 

[ Artes ]