J. Sebastian, Bach

O compositor da harmonia perfeita

 

Começa, sendo do conhecimento público, a descoberta do matemático Leonardo Fibonacci. Sua fórmula conduziu à chamada proporção áurea, a razão dourada, em 1,618, que está ligada ao rectângulo de oiro. Neste, o lado menor está para o maior, como este último está para a soma dos dois.

No fundo ele é a representação da Beleza Divina, seja nos corpos humanos, seja nas suas criações, em que o número 5, o pentágono exista, ou o pentagrama, na base da proporção citada.

Leonardo da Vinci aplicou-a nos seus trabalhos; os músicos, como Mozart e muito mais J. S. Bach usaram-na com sabedoria, etc, como está desde o Parténon em Atenas até à Sede da ONU em Nova York.

Mas, existe ainda nas Tábuas da Lei, Moisés, no número dos Mandamentos, 10=5+5= à Unidade. Está em diversas obras de poetas, como nos Lusíadas de Luís de Camões, focaremos estes casos, na nossa obra, A Rosacruz e Portugal.

Mas, falemos na obra de Bach.

Cada letra tem um som, tem um valor numérico, no alfabeto hebraico, Aleph é igual a 1; como no grego, Alfa; como A nos caracteres latinos.

Este estudo consta no nosso livro Mozart, Esse Desconhecido.

A palavra Bach é igual a 14 ou seja 1+4=5. Bach cria a sua Oratória de Natal com 14 corais e 14 árias; na Paixão, segundo S. Mateus, Cristo canta em 14 recitativos; as célebres Variações de Goldberg há 32 compassos; 32 notas fundamentais; 32 movimentos. Em tudo isto temos o número 5 que é igual à soma de 4, os quatro elementos, água, ar, fogo e terra, mais 1, a Unidade, o Espírito, como que indicando a sua libertação da cruz da matéria. O número cinco vemos nas pétalas das flores silvestres, como em muitas formas que têm vida.

Bach foi o 14º membro da Sociedade das Ciências Musicais de Leipzig, Alemanha, uma associação de iniciados.

Mais ainda, por que escolheu a folha da partitura Cânon triplex BWV 1076 que faz parte de um ciclo de 14, para o seu retrato mais conhecido e famoso?

Tudo isto dá o número 5, da harmonia perfeita.

Com efeito, a obra de Bach expressa a Harmonia das esferas celestiais, por isso, ao longo das últimas décadas, a música de Bach serve de inspiração para músicos das mais diversas tendências musicais.

Ela é música para o 3º milénio.

 

Pormenor do retrato de J. S. Bach
Pormenor do retrato de J. S. Bach

 

[ Artes ]